Buscar
  • tangerinasepessegos

Sabe quais são as melhores plantas de interior?

Atualizado: 4 de fev.

As plantas são, cada vez mais, parte integrante dos nossos ambientes interiores e uma grande tendência. As suas folhagens expressivas enchem os espaços de cor, estrutura e vida.


Se está a pensar renovar uma divisão em sua casa e, tal como nós é um(a) amante de plantas, saiba quais as melhores espécies para a sua decoração:


1. Hedera helix (Hera)


A hera é uma planta trepadeira que se adapta bem a espaços interiores, desde que colocada num lugar com luz.

É a única planta autóctone mencionada neste artigo. Por planta autóctone entende-se uma espécie que é natural, própria da região em que vive, o seja, que cresce dentro dos seus limites naturais.


Luz: Luz indirecta.

Rega: A hera não requer uma rega contínua.

Hera em apartamento
Hera - deu mais a vida a esta estante!

2. Ficus elastica (árvore-da-borracha)


Planta ornamental perfeita para quebrar a monotonia em espaços interiores.

A árvore-da-borracha aprecia o calor, ambientes húmidos e regas frequentes (sem encharcar).

Em ambientes quentes e pouco húmidos, devem pulverizar-se as folhas regularmente.


Luz: Sol pleno, meia sombra ou luz difusa.

Rega: Regas frequentes, sem encharcar.

Sala de estar projetada pelo atelier.
Árvore-da-borracha - para este projecto, escolhemos uma com coloração rosada nas folhas.

3. Pachira aquatica (árvore-do-dinheiro)


Planta tropical, muito elegante e de aspecto exótico que pode ser mantida em espaços interiores, com as devidas salvaguardas.

Precisa de bastante luz solar indirecta e prospera em ambientes mais húmidos e temperados.


Luz: Luz indirecta. A luz solar directa pode queimar as suas folhas.

Rega: Regular (ter o cuidado de deixar o substrato secar entre regas).

Design de interiores Tangerinas & Pêssegos.
Árvore-do-dinheiro - Proporcionam simetria, neste apartamento luminoso em Matosinhos.

4. Sansevieria trifasciata (Espada-de-São-Jorge ou Língua-de-sogra)


Esta planta, fácil de cuidar, é ideal para quem tem uma vida agitada e pouco tempo para tarefas domésticas.

Suporta ar seco, ambientes pesados e só precisa de uma rega escassa para crescer incansavelmente. Prefere locais com mais luz.


Luz: Sol directo, meia-sombra.

Rega: Regue escassamente, só quando o substrato estiver seco.

Decoração de interiores no Porto.
Espada-de-São-Jorge - Pormenor de sala em Matosinhos,Projecto Deisgn de Interiores Tangerinas & Pêssegos.

5. Epipremnum pinnatum (jibóia)


Esta espécie, comummente chamada hera-do-diabo ou jibóia, não tem exigências especiais.

É bastante apropriada como planta decumbente, para dar nova vida a uma estante, divisórias ou mesmo jardins de inverno.

Prefere locais com luz média e temperatura ambiente. Gosta de ser frequentemente borrifada, pois prospera em ambientes com humidade no ar.


Luz: Meia sombra.

Rega: Regue moderadamente. No Inverno regue menos.

Apartamento no centro do Porto com design de interiores Tangerinas & Pêssegos.
Jibóia - as cores vibrantes desta planta são uma óptima opção para alegrar uma estante.

6. Zamioculca zamiifolia (Zamioculca)


Planta extremamente ornamental com folhas brilhantes e de coloração verde escura.

Ideal para espaços interiores e outros locais de baixa luminosidade natural.


Luz: Meia-sombra ou sombra.

Rega: Regue regularmente. Não gosta de encharcamento nem secura.

Composição com quadros.
Zamioculca - em apartamento integralmente projectado pelo atelier Tangerinas & Pêssegos.

7. Monstera deliciosa (Costela-de-Adão)


Planta muito em voga em projectos de Design de Interiores. A sua folhagem exuberante e luxuosa é muito ornamental.

Prefere claridade e luz fraca.


Luz: Meia-sombra ou sombra.

Rega: Regue regularmente, esta planta não aguenta a secura.

Quarto de casal decorado pelo atelier.
Costela-de-Adão - Decoração de quarto de casal, pelo Atelier de Design de Interiores Tangerinas & Pêssegos.

8. Pilea peperomeoides (Planta-do-dinheiro-chinês)


A crença popular chinesa diz que esta planta dá sorte.

Na imagem está representado um exemplar muito pequeno, mas esta espécie pode crescer bastante.


Luz: Sol indirecto.

Rega: Regular (uma vez por semana).

Adoramos o contraste desta roseira com rosas secas e a planta-do-dinheiro-chinês.


9. Senecio herreanus (colar-de-pérolas)


Esta espécie de planta suculenta prospera em ambientes com bastante luz solar indirecta.

A composição artística da parede representada, foi idealizada tendo em atenção algumas imagens com flores ou plantas. Sendo esta outra forma interessante de trazer a natureza para dentro das nossas casas, é também Ideal para quem não tem jeito ou tempo para cuidar de plantas verdadeiras


Luz: Ambientes com luz indirecta.

Rega: Regue apenas quando o substrato estiver seco.

Quadros com representações de plantas.
Colar-de-pérolas - Os quadros com representações de plantas ou flores são uma boa maneira de trazer a natureza para dentro das nossas casas, sem a parte da manutenção.

Em todos os projectos de Design de Interiores, a equipa Tangerinas & Pêssegos procura aconselhar os seus clientes sobre a melhor forma de cuidar das suas plantas.

Tendo em conta, por exemplo, a escolha do lugar certo, as condições de luz mais favoráveis e os melhores recipientes/vasos para cada espécie.



#designdeinteriores #decoraçãoporto #decoradoresporto #asmelhoresplantasdeinterior

436 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo